Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins
Secretaria Judiciária e de Gestão da Informação

 

 

PORTARIA Nº 569, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2015

 

A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DO TOCANTINS, no uso de suas atribuições legais e regimentais e,

 

CONSIDERANDO as diretrizes da Lei nº 11.419, de 19 de dezembro de 2006, que dispõe sobre a informatização do processo judicial;

 

CONSIDERANDO a Resolução nº 185, de 29 de agosto de 2012, do Conselho Nacional de Justiça, que institui o Sistema Processo Judicial Eletrônico (PJE) como sistema de processamento de informações e prática de atos processuais e estabelece os parâmetros para sua implementação e funcionamento;

 

CONSIDERANDO o teor da Resolução nº 23.417, de 11 de dezembro de 2014, que institui o Processo Judicial Eletrônico (PJE) no âmbito da Justiça Eleitoral;

 

RESOLVE:

 

Art. 1º Instituir o Comitê Gestor Regional do Processo Judicial Eletrônico (PJE) do Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins, nos termos do artigo 34 da Resolução TSE nº 23.417, de 11 de dezembro de 2014.

 

Art. 2º O Comitê Gestor Regional do PJE do TRE-TO terá a seguinte composição, observado o detalhamento no Anexo desta Portaria:

I. um Juiz Membro do TRE - TO, indicado pela Presidência;

II. um Juiz Eleitoral, indicado pela Presidência;

III. um representante da Procuradoria Regional Eleitoral;

IV. um representante da seccional da Ordem dos Advogados do Brasil;

V. um representante da Defensoria Pública da União;

VI. um representante da Corregedoria Regional Eleitoral;

VII. o titular da Diretoria Geral do TRE/TO;

VIII. o titular da Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-TO;

IX. o titular da Secretaria Judiciária e de Gestão da informação do TRE-TO. §1º A presidência do Comitê Gestor Regional caberá ao Juiz Membro do Tribunal, nos termos do art. 34,

 

§1º, da Resolução TSE nº 23.417, de 11 de dezembro de 2014.

 

§2º Os membros do Comitê Gestor Regional poderão indicar representantes em suas faltas e impedimentos ou por necessidade.

 

§3º Caberá à Presidência do TRE-TO o encaminhamento ao Comitê Gestor Nacional do PJE da Justiça Eleitoral das portarias de nomeação e alteração da composição do Comitê Regional.

 

Art. 3º Compete ao Comitê Gestor Regional, no âmbito de sua área de atuação:

I. administrar o sistema nos aspectos relacionados à estrutura, implementação e funcionamento, de acordo com as diretrizes fixadas pelo Comitê Gestor Nacional;

II. avaliar a necessidade de promover a manutenção do sistema;

III. organizar a estrutura de atendimento às demandas dos usuários internos e externos do Processo Judicial Eletrônico;

IV. determinar a realização de auditorias no Processo Judicial Eletrônico, especialmente no que diz respeito à integridade das informações e à segurança do sistema;

V. garantir a integridade do Processo Judicial Eletrônico quanto à taxonomia e à estruturação das classes processuais;

VI. propor ao Comitê Gestor Nacional alterações com vistas ao aprimoramento do sistema;

VII. observar as normas expedidas pelo Tribunal Superior Eleitoral e pelo Comitê Gestor Nacional do Processo Judicial Eletrônico na Justiça Eleitoral.

 

Art. 4º Os casos omissos ou excepcionais serão resolvidos pela Presidência do Tribunal.

 

Art. 5º Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação.

 

Palmas, 17 de novembro de 2015.

 

Des. ANGELA PRUDENTE

Presidente

 

Este texto não substitui o publicado no DJE-TRE-TO, nº 222, de 11 12 .2015, p.20-21

 

ANEXO

PORTARIA Nº 569/2015

 

NOME INSTITUIÇÃO
I. Henrique Pereira dos Santos Juiz Membro do TRE-TO
II. Manoel de Faria Reis Neto Juiz Eleitoral
III. Sílvia da Silva Sandri Procuradoria Regional Eleitoral
IV. Rubens Dario Lima Câmara OAB-TO
V. Tiago Pereira Santana Defensoria Pública da União
VI. José Machado dos Santos Corregedoria Regional Eleitoral
VII. Flávio Leali Ribeiro Diretoria Geral do TRE/TO
VIII. Jader Batista Gonçalves Secretaria de Tecnologia da Informação do TRE-TO
IX. Regina Bezerra dos Reis Secretaria Judiciária e de Gestão da informação do TRE-TO